Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diario de uma mulher negra

Hello sou a Elsa,este é o meu pequeno canto do mundo.Sou amante de sapatos,roupa,Make up,acessórios e tudo mais!Sou mãe e esposa.Esta é uma tentativa de um blog de beleza,lifestyle,moda e maluquices de uma black mad woman!

Diario de uma mulher negra

Hello sou a Elsa,este é o meu pequeno canto do mundo.Sou amante de sapatos,roupa,Make up,acessórios e tudo mais!Sou mãe e esposa.Esta é uma tentativa de um blog de beleza,lifestyle,moda e maluquices de uma black mad woman!

Dom | 25.09.16

A vida real de mulheres reais dava um blog!

Hello people, Ontem estive a ver a reportagem linha da frente na RTP 1, "a minha vida dava um blog". A reportagem devia se chamar "a vida irreal delas dava um blog",pois é ter um blog não é fácil,poucos são aqueles que realmente vivem dos blogs como foi visto ontem à noite. Ontem falei dos mesmos de sempre,eu sei que é cansativo e parece ser invejoso mas não é.A representatividade para mim é importante.Já sei que o mundo é dos espertos e brancos mas a minha luta vai continuar até as mulheres negras serem aceites como iguais.Sim a minha vida dava um blog,um livro,um filme,seja o que for mas escolhi falar e escrever sobre coisas que gosto ou coisas que defendo.Podia estar aqui a escrever textos de como a minha vida foi miserável desde a pobreza,bullyng,alcool e morte.Mas deixei o passado para trás e escolhi ser quem sou! Não me vou aproveitar do passado para ser uma coitada aos olhos de outros.Para isso tenho um psicólogo a quem chateio com os meus problemas mentais!Volto a bater no ceguinho,igualdade para as mulheres negras! Façam uma reportagem sobre isso.Como realmente as mulheres negras lutam no dia a dia para serem aceites como iguais,como centenas de mães de família que se levantam com as galinhas e são as primeiras a na fila dos transportes públicos para irem trabalhar na casa dos outros,muitas mal sabem ler e escrever.São verdadeiras lutadoras que lutam por um ordenado para por comida na mesa para os seus filhos e que muitas vezes não chega,aquelas que lutam todos os dias na fila do SEF para terem um documento que as identifiquem como pessoas,aquelas que como a minha falecida mãe saíram das suas terras para viverem uma vida melhor e encontraram dificuldades atrás de dificuldades e depois de tanto sobreviverem entregam-se á depressão,vícios ou simplesmente desistem de viver!Desculpem mas esta semana estou simplesmente do contra!Para a semana tenho consulta no psicológo!