Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diario de uma mulher negra

Hello,sou Elsa Varela este é o meu pequeno mundo.Amo sapatos,roupa,Maquilhagem e acessórios.Sou mãe e esposa.Isto é uma tentativa de blog sobre beleza,lifestyle,moda e parvoíces de uma mulher negra!

Diario de uma mulher negra

Hello,sou Elsa Varela este é o meu pequeno mundo.Amo sapatos,roupa,Maquilhagem e acessórios.Sou mãe e esposa.Isto é uma tentativa de blog sobre beleza,lifestyle,moda e parvoíces de uma mulher negra!

Dom | 19.05.19

O negro quando tem poder pisa em outro negro!

Hello,hello people 

Existe um ditado que diz pessoas pobres quando têm dinheiro esquecem do sítio onde vieram!

Minha falecida mãe também tinha um ditado que dizia "O preto quando tem poder pisa em outro preto!"

20190519_222951.jpg

Minha mãe não sabia ler nem escrever mas era uma mulher inteligente e que enxergava mais além.Ela não teve uma vida fácil mas no meio da barafunda que foi a vida dela,conseguiu criar 9 filhos com humildade,fraternidade e igualdade,ensinou o dom da partilha com aqueles que eram menos afortunados que nós.Poderia ter-se tornado egoísta devido ao passado que teve mas sabia partilhar  igualmente por nós e por tantos outros que foram filhos emprestados.

Na sua infância foi serviçal tanto de senhoras brancas como de senhoras negras e é das negras que ela teve as piores recordações.Como sabemos das brancas ela já esperava aquele tipo de tratamento,já estava implantado na memória desde os primórdios da escravidão!

Das negras era outra história, ela esperava confiança,compreensão até mesmo um pouco de compaixão.Mas não foi assim,foi pior,foi humilhação, foi escravidão em cima de escravidão, foi fome,foi ofensa foi servidão.

"O preto quando tem dinheiro e poder pisa em outro preto!"

A história tem-nos mostrado que esta frase dita da boca de uma mulher analfabeta não é falsa é sim profética.

Basta ligar a televisão ver e ouvir o que se passa nos nossos países africanos. Matam-se uns aos outros,roubam,fazem guerras,mantem-se no poder por anos a fio enquanto o povo sofre com fome,sede,doenças e por fim morte!

Em 44 anos de vida á minha maneira sempre lutei contra o racismo mas muitas vezes dou comigo a pensar"E se não tivesse havido luta contra a escravidão,seríamos um povo(uma raça)mais unida nos dias de hoje?Talvez,porque a escravidão tornou-nos iguais um dia na luta pela liberdade e contra a servidão. 

Eu tenho uma enorme admiração pelo povo negro brasileiro. O negro brasileiro apesar das barreiras impostas pela sociedade intolerante lutam de mãos dadas como um todo,lutam pela igualdade,pela nova liberdade e por reconhecimento de uma raça que também faz parte da sociedade!

Já em Portugal a história é  diferente,somos negros sim,lutamos sim por uma maior integração mas não somos um todo,somos diferentes nas nossas lutas.A nossa luta é cada um por si,é quem consegue chegar primeiro num meio branco para ser amigo de fulano e olhar para os que ficaram para trás com desdém!

Não estou a menosprezar as poucas e várias instituições que lutam verdadeiramente pela integração e aceitação de um povo que faz parte de uma sociedade que não se lembra que existimos,que fazemos parte deste país que também nos pertence. 

Falo de individualismos que existe hoje em dia numa raça que esqueceu de onde veio,do seu lugar na história,do que passou na vida e que até recentemente não se ouvia falar.Aliás éramos anedotas,a Maria que não sabia falar português e o matumbo que só sabia trabalhar nas obras! Agora ser negro está na moda,eles lutam sim por um pequeno buraco para se misturar sozinho e esquecer que o irmão ficou sozinho na luta!

Basta um pouco de reconhecimento,que toda luta de uma vida passa para trás,como se essa luta não lhes pertence-se porque o amigo famoso dá-lhe cobertura como se de um branco se tratasse.E assim vão passando pelos pingos da chuva sem se relacionar com os restantes irmãos de luta.O negro em Portugal nada tem haver com os nossos irmãos negros brasileiros que lutam por todos sendo uma só voz que é ouvida pelos quatro cantos do mundo.

O negro em Portugal é vaidoso,egoísta e principalmente individualista,a sua luta é por si.A escada do sucesso é subida mas depois é mantida lá em cima para outros não subirem,porque aquele lugar só a ele pertence!Ele lutou verdadeiramente por isso,não tiro o mérito, tiro o mérito sim da vergonha que ele sente na luta dos outros,no fingimento,na hipocrisia e na falta de humildade que advém dessa sua chegada ao suposto "poder"!

A mão de entre ajuda se torna escorregadia e trapaceira porque sente-se igual ao poderio.Ri-se e ignora quem ainda continua na luta por todos!

Pode parecer uma ponta de inveja esta conversa mas digo-vos sinceramente que não é!É sim desilusão quando tentamos lutar por um objetivo nem aqueles a quem pedimos a mão é incapaz de estender um dedo.

Mas a luta continua com ou sem ajuda,o que interessa é chegarmos todos ao mesmo patamar e dividir o sucesso,depois unirmos numa só voz e gritar "chegamos, vimos e vencemos!

15113668715a15a0d7ede02_1511366871_3x2_md.jpg

250px-Idi_Amin_-Archives_New_Zealand_AAWV_23583,_K

0000.jpg

downloadfile-2.jpg

WhatsApp-Image-2019-02-18-at-17.30.31.jpeg

downloadfile-1.jpg

we-must-learn-to-live-together-as-brothers-or-we-w

20190519_223017.jpgEspero que gostem deste post. 

Beijos, beijos,

Elsa Varela. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.